quarta-feira, 1 de junho de 2011

Amores de uma noite fria...



Em uma dessas noites frias, com a chegada de um junho tão igual a tantos outros, olho-te a repousar sobre a cama ainda desarrumada da noite anterior. Minha cabeça, que antes estava tão atarefada á pensar em coisas a se fazer, agora olha com desejo pra você. Te ver ali, diante de mim, até me faz esquecer os problemas por um breve período de tempo.  Fico me lembrando das noites anteriores, onde teu calor me esquentava até que um novo dia amanhecesse de novo no céu, e meu corpo remexe-se inquieto de desejos ao lembrar de seu toque macio sobre minha pele. Olho para o relógio, e percebo que já é tarde. Sinto-me ainda mais ansioso para te encontrar.  Desligo o computador com cuidado, apago as luzes e me deito sobre a cama repousando a cabeça no travesseiro, enquanto vou te puxando só pra mim. Em noites frias como esta, tu não sabes como te amo,
 meu cobertor  de veludo de invernos passados...

9 comentários:

  1. Mas que coisa linda Canata!
    É tão romântico!
    Eu amei,muito muito demais!
    Uma vez eu fiz um verso que se trata de noites frias também,mas foi pra um amor que eu já considero passado...então,melhor não relembrar,rsrs
    Parabéns pelo lindo texto,e boa noite,embora fria...
    Até logo,abraço

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu texto.
    Muito românico esse seu texto !
    Frio e Romantismo são duas coisas que combinam perfeitamente =)

    Abraços,
    Caio

    ResponderExcluir
  3. oi
    gostei muito do seu blog
    estou lhe seguindo!
    bjos

    me visita?

    http://rgqueen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. A vida é uma grande escola e nos ensina muitas coisas que, infelizmente, quando somos muito jovens, tais liçoes não alcançam o nosso interior.
    Coisas simples podem fazer uma grande diferença.
    Erre, acerte, chore, sorria, plante e colha flores, perdoe e aceite o perdão e, acima de tudo, ame intensamente a vida que ela é muito bela.
    Abraços, adorei o teu espaço.
    Te convido a fazer uam visita ao meu:

    http://humornegrosemcensura.blogspot.com/

    Tenha uma Ótima Quinta!

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que Blog incrível, gostei muito mesmo. Tudo me agradou muito aqui, os textos e o espaço em si, estou te seguindo desde já...

    Quando puder passa la no meu

    http://essenciaego.blogspot.com

    Abrço apertado

    ResponderExcluir
  6. oii Canata!
    *-*
    bem,vc sabe que amo textos nesse estilo...
    muito bom!!
    parabéns!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Canata!
    Os mêses de frio sempre nos deixam
    nostálgicos, nos trazem o passado, nos fazem sonhar com o futuro, mas é no presente que as vezes, o frio permanece.
    Belo texto, palavras que saem de um passado intenso e bem vivido.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Oi tudo bom, acredito que seu texto esta crú, não que as coisas cruas não sejam gostosas, muitas o são, mas quando um texto sai de nós com urgência, sem se importar em tropeçar, pode encontrar barreiras que dificulta o caminhar do leitor.

    ResponderExcluir
  9. Uma crônica poética, gostei da poesia disfarçada. Yayá.

    ResponderExcluir